domingo, 17 de março de 2013

AS MAR NO CEU: UMA EXPERIÊNCIA ABENÇOADA


Entre os dias 21/02 a 02/03 Ir. Maria Helena Petri, Missionária Agostiniana Recoleta, esteve no “CEU” – Condomínio Espiritual Uirapuru – Fortaleza, participando do Retiro e Assembléia, onde havia representantes de todas as Entidades que, através de seus carismas, desenvolvem projetos em defesa e promoção da vida. São vinte e uma Entidades: Ordens, Congregações e movimentos Eclesiais, trabalhando unidos na construção de uma sociedade melhor.
Após a assembléia, permaneceu mais uma semana, convivendo com as meninas e adolescentes dos lares: Santa Mônica e Nossa Senhora da Consolação, com as mães sociais, os voluntários e os Freis. Foram dias intensos, com muitas atividades e, sobretudo de conhecimento do que é estar envolvida com estas vidas frágeis, indefesas e carentes do carinho e amor familiar.
 A Irmã teve também a oportunidade de participar de vários momentos com as meninas e adolescentes: Eucaristia, (dentro e fora do Lar) aniversários do mês, refeições, estudos e historinhas, acompanhamento nas idas e vindas da escola, do Circo Intervalo, replantação de mudinhas de alho, molhar as plantas no final do dia, etc.
Ficou encantada com o carinho e dedicação das pessoas que moram com as meninas, como também das pessoas voluntárias que, de certa maneira, fazem felizes estas adolescentes. Citou como exemplo: a senhora Livia que escolheu celebrar seu aniversário no Lar Santa Mônica com um delicioso bolo de chocolate; um grupo de senhoras do salão de beleza “Espaço Unisex” que passou uma manhã tratando dos cabelos e unhas das meninas e funcionárias; a Empresa Laticínio Verde Campo que chegou com um caminhão de yogurtes, exatamente na hora da festa dos aniversários do mês causando muita alegria e correria para receber e carregar as caixas até a cozinha.
Também ficou entusiasmada ao ver o adiantamento da construção da casa onde irá  morar a Comunidade das Missionárias Agostinianas Recoletas , que por sinal está sendo construída com bom gosto e carinho, pela Província São Nicolau de Tolentino, na pessoa de Frei Alberto Moreno. E se Deus permitir as Irmãs estarão chegando para ficar no LSM na segunda quinzena de abril.
Agradeceu a Deus e a Província Santa Rita de Cássia por proporcionar esta experiência e aos Freis, funcionários e meninas e adolescentes a carinhosa acolhida.









 








quarta-feira, 13 de março de 2013

ABARF é reconhecida de UTILIDADE PUBLICA


A Associação Beneficente dos Agostinianos Recoletos de Fortaleza, no dia 28/12/2012 através da LEI nº 9984, recebeu o titulo de UTILIDADE PÚBLICA MUNICIPAL. Ate conseguir tem sido um caminho complicado, mas graças a Deus depois de dois anos aí está!
Todos nós do Lar Santa Monica queremos partilhar com nossos amigos a nossa felicidade em termos esse tão importante título.
A lei foi publicada no Diário Oficial do Município do dia 07/12/2013.
Agradecemos o apoio e a ajuda dos vereadores WALTER CAVALCANTE (relator da lei e atual presidente da Câmara  e FÁBIO BRAGA (na época secretario da Regional 1, que foi quem deu entrada na Câmara ao nosso pedido), MARCÍLIO e CLAUDIA GOMES (que tem seguido com muito interesse o decorrer desta lei) e a TODA A CÂMARA MUNICIPAL DE FORTALEZA pelo apoio e a confiança na nossa instituição.
Esperamos que com este reconhecimento possamos estar em condição de conseguir algumas ajudas mais para continuar com a importante tarefa de cuidar das crianças e adolescentes vitimas de violência, abuso ou exploração sexual.

terça-feira, 12 de março de 2013

DIA DA MULHER NO LAR SANTA MÔNICA


O Dia Internacional das Mulheres é comemorado no mundo todo com eventos e muitas vezes manifestações a favor dos direitos das mulheres.
No Lar Santa Mônica, durante a semana do dia 04 ao 08 de março, o Dia Internacional das Mulheres foi celebrado através do Projeto Mulher, que a cada dia apresentava às meninas a história de grandes mulheres que marcaram a humanidade; com o objetivo de despertar nessas crianças e adolescentes( futuras mulheres) o desejo de serem também grandes mulheres, capazes de acrescentar algo mais significante à vida.
Contação de histórias, filmes, músicas e pequenas palestras incrementaram o Projeto, que teve na sexta-feira, dia 08, uma convidada especial na pessoa da Defensora Pública Drª. Érica Regina, titular da 5ª Vara da Infância e da Juventude da comarca de Fortaleza. As comemorações tiveram seu encerramento com a celebração da Santa Missa no final da tarde.
A Drª Érica, mais uma vez em visita ao Lar Santa Mônica, falou sobre a importância de lutar para se conquistar um espaço na sociedade. Incentivou às meninas, sobretudo, na questão dos estudos e explicou a importância de não dar desculpas para transformar a própria história, impondo respeito e valorizado a vida.
Sempre muito agradável, a Dr. Érica distribuiu flores em forma de pirulito às meninas, que interagiam com a Defensora respondendo perguntas sobre a condição da mulher no contexto atual.
Diante da situação de violência que passaram as meninas do LSM e da vergonhosa posição que ocupa o Brasil no ranking de países que mais violentam suas mulheres ( Segundo o Mapa da Violência de 2012, produzido pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais, o Brasil ocupa o 7º lugar no ranking mundial de mulheres assassinadas, com 4,6 mortes a cada 100 mil habitantes do sexo feminino), o objetivo do LSM é comemorar esta data do Dia Internacional das Mulheres não apenas com homenagens, mas de mostrar exemplos e de incentivá-las a construir um mundo melhor, através dos caminhos da paz e da força de vontade; do exercício do amor fraterno e da cidadania.
Queremos agradecer a todas as mulheres que se doam para fazer do Lar Santa Mônica um ambiente mais justo e humano.

Santa Maria, Mãe de Jesus e nossa, modelo de mulher, mãe, esposa e trabalhadora, ilumine e proteja as mulheres de nosso país. Amém!

Parabéns a todas as mulheres!

“Bem aventurada a mulher que cuida do próprio perfil interior e exterior,
porque a harmonia da pessoa faz mais bela a convivência humana.
Bem aventurada a mulher que, ao lado do homem,
exercita a própria insubstituível responsabilidade na família, na sociedade, na história e no universo inteiro.
Bem aventurada a mulher chamada a transmitir e a guardar a vida de maneira humilde e grande.
Bem aventurada quando nela e ao redor dela, acolhe, faz crescer e protege a vida.
Bem aventurada a mulher que põe a inteligência, a sensibilidade e a cultura a serviço dos seus.
Bem aventurada a mulher que se empenha em promover um mundo mais justo e mais humano.
Bem aventurada a mulher que, em seu caminho, encontra Cristo: escuta-O, acolhe-O, segue-O, como tantas mulheres do evangelho, e se deixa iluminar por Ele na opção de vida.
Bem aventurada a mulher que, dia após dia, com pequenos gestos, com palavras e atenções que nascem do coração, traça sendas de esperança para a humanidade.” ( autor desconhecido).
















quinta-feira, 7 de março de 2013

O CARDEAL RYLKO VISITA O CEU


O passado dia 8 de fevereiro o CEU recebeu a visita do Card. Stanislaw Rylko, presidente do Pontifício Conselho para os leigos no Vaticano. O Card. Rylko estava no Rio de Janeiro participando das reuniões preparatórias da JMJ da qual ele é o máximo responsável. Tendo escutado falar da experiência de comunhão do Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU) quis vir ate Fortaleza para conhecer de primeira mão esta inovadora experiência eclesial: 23 instituições (Ordens e Congregações antigas junto a novos Movimentos Eclesiais) na procura da Vida verdadeira, ao serviço dos irmãos e com o propósito de trabalhar unidos na construção de um mundo melhor.

Após de uma breve volta pelo CEU, O Card. foi recebido por todos os representantes das entidades no Hotel Escola Doroteias onde juntos almoçaram. Depois, as boas-vindas oficiais e a projeção do vídeo institucional do CEU e os comentários do Card. Rylko que manifestou sua surpresa por esta obra, segundo ele única no mundo católico, assim como sua alegria de comprovar como a Fe se realiza nas obras de caridade que o CEU realiza. Animou as entidades a se manter unidas através da ação do Espírito Santo, único e verdadeiro autor da comunhão.

O encontro foi encerrado com a Santa Missa com a participação de todos os acolhidos no CEU. Naturalmente, as crianças e adolescentes do Lar Santa Mônica estiveram presentes. O Card. Rylko dirigiu umas palavras para as crianças e os jovens, e também para os responsáveis e educadores.


A visita foi breve, pois o avião para Roma não podia esperar. Entre suas palavras de despedida o Card. Rylko diz que o mundo precisava conhecer o que em Fortaleza, no CEU, a Igreja esta realizando:  o mistério da unidade ao serviço da Vida.

Obrigado pela visita. Volte sempre!


Confira o vídeo com as palavras do Card. Rylko e a homilia na Santa Missa:

video