quarta-feira, 26 de junho de 2013

FORTALEZA: Copa das Confederações e exploração sexual











Exploração sub-17 ronda estádio Castelão na Copa das Confederações em Fortaleza

As campanhas oficiais contra a exploração infantil têm dois rivais fortes em Fortaleza (Ceará) durante a Copa das Confederações. No entorno do estádio Castelão, é a clientela brasileira que assedia adolescentes na vizinha avenida Juscelino Kubitschek. Na orla da cidade, é o lugar onde o adversário são os italianos, principais consumidores desse lado perverso do turismo no Brasil.


Os altos investimentos no estádio contrastam com os poucos recursos que o conselho tutelar local conta para combater a exploração de menores. O governo federal enviou um carro, cinco computadores e uma impressora neste ano para melhorar o funcionamento, afinal, os funcionários não tinham nem papel na repartição e eram obrigados a usar veículos particulares em diligências.

"Proibido de menor", avisava uma frase escrita a giz na parede de entrada do boteco Recanto Bar, na avenida Perimetral. Dentro, duas adolescentes dançavam funk em cima da mesa de bilhar para os potenciais fregueses.

Em uma parada de ônibus a 100 metros do Castelão, uma adolescente fazia ponto durante a tarde. "Meus pais não sabem disso. Tenho que voltar cedo para casa para não desconfiarem de mim", relata a garota sobre a atividade vespertina dela e de dezenas outras dentro da chamada "área Fifa", o raio de dois quilômetros ao redor do estádio que a entidade máxima do futebol mundial estabelece em dia de jogos.

A situação fica mais dramática para essas meninas quando a exploração infantil se junta à droga e à gravidez. Muitas vendem o corpo para comprar crack ou cocaína. Outras fazem do comércio pequeno dos narcóticos um adicional em seu trabalho. Há casos de crianças de 12 anos que são exploradas por R$ 5 o programa, o que é o mesmo preço da pedra de crack.

"Nós vamos receber a Copa, e é fundamental uma blitz educativa, unindo forças, desde o Ministério Público até a Prefeitura", afirma a ex-vereadora Eliana Gomes (PC do B), que participou de CPI municipal sobre o assunto e ainda esteve diante da comissão de direitos humanos da Câmara.

O conselho tutelar local faz mais de 1.500 atendimentos por ano, tentando resgatar meninas e meninos da prostituição. Uma boa parte, sem ajuda da família e órgãos públicos, acaba voltando às ruas. Várias campanhas tentam incentivar denúncias, incluindo até um aplicativo de celular que ajuda a localizar os pontos de exploração infantil.

Mesmo com essa tecnologia, a mistura de turismo de massa e população miserável acaba fomentando essa liquidação de crianças e jovens. Na praia de Iracema, orla da cidade, muitas prostitutas já nem falam o português direito de tanto convívio com os italianos. Elas falam um "portuliano".

Os bares e boates do local barram as menores de idade, mas elas ficam rondando pela calçada e porta dos estabelecimentos. Os grupos de italianos bronzeados de meia-idade são os alvos dessas meninas.

As rondas e as campanhas reduziram o número de adolescentes exploradas nas ruas de Fortaleza durante a Copa das Confederações. Mas muitas delas ainda estão por lá. Resta saber se na Copa do Mundo do ano que vem esse crime contra a infância continuará à sombra do Castelão para ser relatado por todos os meios internacionais de comunicação que visitarem Fortaleza.
Fuente: Rodrigo Bertolotto em Uol (cf.

http://www.portalaz.com.br/noticia/geral/270639_prostituicao_sub-17_ronda_estadio_da_copa_das_confederacoes_em_fortaleza.html#

terça-feira, 25 de junho de 2013

COROAÇÃO DE NOSSA SENHORA


Foi com imensa alegria que as meninas do LSM, os Freis Agostinianos,  as Irmãs Missionárias Agostinianas Recoletas e toda a equipe que formam o LSM, reuniram-se na última sexta-feira de maio para prestar homenagens a nossa querida mãezinha do céu.
Como já é tradicional no LSM, o mês de maio (dedicado à Santa Maria) tem dias especiais de ensaios de cânticos, para que no último dia desse mês, as meninas e todos nós possamos nos juntar ao coro dos anjos e corar Nossa Senhora.
As meninas iniciaram o momento com velas acesas na mão e todas entraram em cena vestidas de anjinhos, cantando. O palco? A varanda da casa das Missionárias Agostinianas Recoletas, que inauguraram esse espaço da ainda inacabada casa de maneira bem única.  
Foi um momento muito especial.  As meninas fizeram um pequeno teatrinho baseado nas aparições de Nossa Senhora de Fátima aos três pastorzinhos em 1917. Em seguida, convidaram a todos os presentes que saudassem Nossa senhora com uma Ave Maria.
Com muita simplicidade, ofertaram flores num gesto de carinho e alegria.
 Nossa Senhora sempre nos ensina o caminho para chegarmos até Deus, que nada mais é do que entregarmos o nosso coração ao seu filho Jesus. Por isso, após a oferta das flores, houve um momento em que elas cantavam e levantavam corações desenhados de cartolina vermelha para mostrar a Nossa Senhora, para que Ela mesma pudesse entregar o coraçãozinho de cada uma das meninas ao seu filho Jesus, ensinando-lhes a amar o próximo e perdoar a todos que lhes fizeram mal.
O momento da coroação, como não poderia deixar de ser, foi  o mais emocionante de todos. As meninas cantaram alto e forte conseguindo arrancar algumas lágrimas de quem assistia a tudo com esmera atenção.
Para concluir esse momento, cantaram a consagração a Nossa Senhora, entregando nossas vidas nas mãos daquela que sempre acompanhou Jesus e o seu povo sofredor. Ela continua presente em nosso meio, servido-nos de exemplo e transmitindo o amor  de uma verdadeira mãe.
Para encerrar a noite de alegria, nada mais que cachorro-quente, bolo e refrigerante para comemorar os aniversariantes do mês de maio; dentre eles a tia Fran, a Ir. Jacira e o tio Gualter, juntamente com a N., uma das acolhidas.
Com certeza que esse dia ficará guardado nas mentes e no coração de cada menina. Que Santa Maria, presença viva e atuante no LSM, interceda por nós!

+ MÁS FOTOS EM:
http://larsantamonicafotos.blogspot.com.br/2013/06/coroacao-de-nossa-senhora-2013.html


sábado, 22 de junho de 2013

OMS: INFORME DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Hoje é um daqueles dias em que a leitura dos jornais nos leva a questionar o progresso da humanidade. A Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou uma série de documentos divulgados nesta quinta-feira, 20/06/2013, que afirma que um terço das mulheres em todo o mundo foram vítimas de agressão física ou sexual por parte de seu parceiro atual ou passado, de acordo com o primeiro relatório mundial sobre a violência contra as mulheres.
     Especialistas estimam que cerca de 40% das mulheres que morrem em todo o mundo foram mortas por seus parceiros; e que as agressões  dos parceiros eram a forma mais comum de violência sofrida pelas mulheres.
     "A violência contra as mulheres é um problema de proporções epidêmicas no mundo da saúde", disse a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, em uma declaração.
     A OMS define a violência física, como, por exemplo, o  ser golpeada, empurrada, espancada, estrangulada ou sendo atacada com uma arma. A agressão sexual foi definida como ser forçada fisicamente a ter relações sexuais; ter relações sexuais por medo do que possa fazer o seu parceiro ou ser obrigada a fazer  algum ato sexual humilhante ou degradante.
     O documento da OMS também analisa as taxas de violência sexual sofrida pelas mulheres nas mãos de outra pessoa, sem ser o seu companheiro, e constatou que 7% das mulheres do mundo já havia sido abusada.
     Além disso, a OMS emite diretrizes para que as autoridades detectem problemas mais cedo e disse que todos os trabalhadores de saúde devem reconhecer quando as mulheres estão em risco e como responder corretamente.
     O relatório global da OMS constatou que 30% das mulheres são afetadas pela violência familiar ou sexual por um parceiro. O relatório é baseado em grande parte nos estudos de  1983 até 2010. Estudos das Nações Unidas mostram que mais de 600 milhões de mulheres vivem em países onde a violência familiar não é considerada um delito.
     África, Oriente Médio e Sudeste da Ásia têm os mais altos índices de violência familiar contra as mulheres: 37% foram vítimas de abuso físico ou sexual por um parceiro íntimo em algum momento de suas vidas. A taxa foi de 30% na América Latina e 23% na América do Norte. Na Europa e na Ásia, o índice foi de 25%.
     Os números no Brasil são arrepiantes: apenas em casos de violência sexual, o Sistema Único de Saúde (SUS) reuniu mais de uma média de dois casos por hora ao longo de 2012 (18.007 vítimas). Cerca de 75% eram meninas, adolescentes e idosas. Nos últimos seis anos, o número de reclamações aumentou em 526%

     É necessário, em primeiro lugar,  defender as vítimas, ajudá-las  a se recuperarem  de suas feridas externas e internas. Mas isso não é suficiente, a sociedade deve ser organizada de modo que violações semelhantes não ocorram mais: é necessário educar crianças e adolescentes no  respeito e no amor, fornecendo recursos educacionais para as famílias, criar estruturas de leis eficazes de relatórios e de dissuasão. Esta é a tarefa de todos nós: governos, escolas, Igreja, ONGs ... Juntos, para que isso não aconteça!

AVISAMOS que as imagens do seguinte video podem ser muito impactantes


video

quinta-feira, 20 de junho de 2013

CRIANÇAS... AGORA TEM MOTIVOS PARA SORRIR! Reportagem da Rede Globo

     Faz alguns dias que a TV Verdes Mares (filia da Rede
Globo no Ceará) visitou o Lar Santa Monica e no dia 06 de junho foi ao ar no CETV 1ª Edição uma matéria sobre o trabalho realizado no LSM.
     Agradecemos a nossa carissima amiga Veronica Barbazan, Consul da Espanha em Fortaleza, por ter contatado com o Rodrigo Vargas, jornalista da Globo, que se mostrou emocionado pelo trabalho realizado com as crianças.
Vale a pena conferir....

video

sábado, 1 de junho de 2013

NUMEROS PREMIADOS DA RIFA BENEFICENTE DO LAR SANTA MÔNICA


Apos realizado o SORTEIO da Loteria Federal do dia 01/06/2013 os ganhadores dos prêmios do sorteio do Lar Santa Mônica são os números:


1° premio: n° 884Filmadora digital Samsung HMX-80 / GANHADOR: Roberta, do Lar Santa Monica.



















2° premio: n° 118: Mp4 - Mx Onda 5802FM / GANHADOR: Edeildo, da Obra de Maria, no CEU